Notícias do Rio Grande Do SulSlider

A Lei Aldir Blanc na terra de João Cândido

0



A Lei Aldir Blanc foi uma construção que envolveu toda a sociedade e diferentes visões de mundo. Diferentes partidos criaram um consenso no parlamento para defender a importância da Cultura para nosso país. O RS fez o seu papel, mobilizando deputados, senadores e o governo federal. Entendimento, convergência e diálogo.

Estamos iniciando um amplo espaço de escuta, através da 5ª Conferência Estadual de Cultura, com foco na Lei Aldir Blanc, que deve ocorrer virtualmente. A proposta é debater a lei e colher da sociedade um conjunto de propostas para sua aplicação, acompanhando a repercussão das ações, garantindo a avaliação de resultados e, principalmente, a escuta daqueles que são invisibilizados.

A Secretaria da Cultura (Sedac) vem buscando fortalecer as instâncias de articulação, pactuação e deliberação dentro do próprio Sistema Estadual de Cultura, dando força participativa por meio dos Colegiados Setoriais – revitalizados nesta gestão – e mantendo o diálogo com a Comissão Intergestores Bipartite (Codic-Famurs), Conselho Estadual de Cultura e Comitê Cultura Viva.

O RS e seus 497 municípios receberão R$ 155 milhões para serem investidos na Cultura. Serão atendidos espaços comunitários, comunidades culturais quilombolas, indígenas, pontos de cultura, circos, museus, teatros, escolas de música e dança, cineclubes e produtoras de cinema, invernadas artísticas e CTGs.

Na terra de João Cândido, herói brasileiro da música Mestre Sala dos Mares, de Aldir Blanc, a cultura pulsa forte e voltou a ter uma secretaria em 2019. Em 2020, antes mesmo da chegada dos recursos da lei, já teremos o maior investimento de uma gestão em 10 anos do Sistema Pró-cultura RS. São tempos difíceis, mas não deixaremos de comemorar as conquistas de um setor que não foge da luta, mas que se perpetua por meio da sensibilidade, da empatia e da comunhão.

Secretária da Cultura do RS



Fonte no link

13ª rodada do Distanciamento Controlado recebe 34 pedidos de reconsideração de bandeira

Previous article

Telefone de contato do Tudo Fácil mudou

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *