Notícias do Rio Grande Do SulSlider

Comitê de Planejamento Energético do RS discute avanços no setor de energia

0



O primeiro encontro on-line do Comitê de Planejamento Energético do Rio Grande do Sul (Copergs) neste ano ocorreu na manhã desta quarta-feira (23/9). Participaram representantes da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), do Ministério de Minas e Energia (MME), do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e empreendedores de energia. A reunião trouxe ao debate os avanços e as ações desenvolvidas pelo segmento.

A videoconferência ocorreu em consonância com o encontro regional do ONS, iniciando com o acompanhamento do Plano de Ações do Grupo de Trabalho. Em seguida, houve a atualização dos projetos de geração de energia elétrica e dos cronogramas dos cinco lotes arrematados no leilão de transmissão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que ocorreu em dezembro de 2018 e prevê a instalação de novas linhas de transmissão (LTs) e subestações de energia.

“A Sema e a Fepam atuam de forma conjunta por meio de um grupo de trabalho (GT). Com estudos e alinhamentos desta equipe, foi possível antecipar as obras de energia no Rio Grande do Sul dos cinco lotes do leilão. Nós fortalecemos o compromisso das empresas que se propuseram a antecipar os prazos em até 24 meses, possibilitando investimentos em energia solar e eólica em todo o Estado. A Copergs tem sido um grande laboratório, atuando de forma conjunta para que possamos desenvolver o Estado”, destacou o secretário Artur Lemos Júnior.

O diretor do Departamento de Energia da Sema, Éberson Silveira, comentou sobre o trabalho realizado pelo GT e o monitoramento das obras de LTs. “As ações sincronizadas entre Sema e Fepam proporcionam resultados excelentes, diminuindo burocracias e atuando na resolução dos processos”, ressaltou.

O Rio Grande do Sul desenvolve mais de dez ações que visam ao desenvolvimento energético gaúcho. Entre elas estão o monitoramento dos projetos de LTs (Leilão 4/2018); mapeamento dos potenciais eólico, biomassa, solar e de recursos hídricos; desenvolvimento da Política Estadual do Biometano; isenção de ICMS para a geração distribuída; programa Energia Forte no Campo; criação das Câmaras Setoriais de Energias Renováveis; criação da Resolução Consema 388/2018; inventário hidrelétrico da bacia do Rio Camaquã; entre outras.

“O potencial energético do nosso Estado é reconhecido em todo o país, principalmente pela força hídrica e eólica. Com cerca de R$ 6 bilhões em investimentos em LTs, estamos caminhando para receber mais empreendimentos de geração de energia”, explica o diretor.

A reunião foi finalizada após a explanação sobre o andamento das obras no Estado pela Aneel e o apontamento dos empreendedores. Os participantes puderam elucidar dúvidas e conhecer mais detalhes sobre o atendimento energético em cada região. Esses encontros de acompanhamento ocorrem periodicamente. O último foi realizado em outubro de 2019.

Texto: Bárbara Corrêa/Ascom Sema
Edição: Secom



Fonte no link

Mais 65 leitos de UTI são habilitados para atendimento do SUS em cinco hospitais

Previous article

Parlamento aprova antecipação de pagamento ao transporte escolar

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *